Buscar
  • carolbastos9

A Importância da Calibração nas Instituições de Saúde

Para manter os equipamentos de uma instituição de saúde funcionando de maneira segura, é fundamental submetê-los ao processo de calibração. Trata-se de um procedimento que busca avaliar periodicamente o equipamento, conforme normas nacionais, internacionais e orientações do fabricante.


Para que entenda melhor a importância de calibrar os equipamentos médicos de sua instituição de saúde, montamos este conteúdo. Aqui, abordamos o conceito desse procedimento e os riscos envolvidos, caso não adote essa solução.


O que é a calibração de equipamentos?


Podemos compreender a calibração de equipamentos como um conjunto de procedimentos destinados a estabelecer uma comparação das medidas realizadas por um instrumento com aquelas feitas por outro instrumento mais exato ou padrão, com o propósito de detectar, relatar e eliminar erros em medições.


No caso dos equipamentos médicos, tais operações devem ser feitas conforme a orientação do fabricante e de normas nacionais e internacionais, utilizando equipamentos específicos que são padrões confiáveis e rastreáveis à RBC (Rede Brasileira de Calibração), visando garantir o desempenho eficiente de uma tecnologia.


Riscos relacionados aos seus equipamentos Médico-hospitalares, caso não realize a calibração


Toda tecnologia, cedo ou tarde, precisa de manutenção para que se mantenha funcionando e, assim, dando bons resultados durante os procedimentos. E não é diferente com relação aos equipamentos de uma instituição de saúde.


A RDC nº 02/2010 - Gerenciamento de Tecnologias em Saúde em Estabelecimentos de Saúde, de 25 de janeiro de 2010, define que todos os estabelecimentos devem realizar o gerenciamento das tecnologias utilizadas na prestação de serviços de saúde, desde sua entrada no estabelecimento até seu destino final, incluindo o planejamento dos recursos físicos, materiais e humanos.


Outras regulamentações sanitárias também exigem medidas de monitoramento e controle para redução de riscos associados ao uso da tecnologia, como a RCD nº 07/2010, RCD nº 34/2014, RCD nº 330/2019 e a portaria n° 158/2016, portaria MS/SNVS nº 272/1998, por exemplo.


Caso não passem por um criterioso processo de avaliação e verificação, essas tecnologias podem apresentar alguns problemas técnicos, bem como algumas questões prejudiciais para a instituição, como:


Um equipamento que não é calibrado, por profissionais e padrões apropriados para tal há muito tempo, pode apresentar um erro não perceptível aos olhos do profissional de saúde que o opera e continuar sendo utilizado de forma inadequada, podendo ocasionar sua quebra (consequência financeira), risco ao paciente e ao operador (consequência na segurança do usuário);


- Se a sua instituição possui algum programa de Acreditação Hospitalar ou outra certificação, certamente um programa consistente de calibração baseado na criticidade e riscos dos equipamentos será exigido.


- Aumento de custos, por falta de uma manutenção corretiva em estágio inicial da falha. A verificação de parâmetros realizada durante uma calibração pode evidenciar a necessidade de uma manutenção corretiva que poderia ser de maior complexidade e custo, se o equipamento continuasse sendo utilizado com operação inadequada;


- Resultados duvidosos. Ainda que o equipamento esteja funcionando, quando não passa por um processo rigoroso de manutenção, com o objetivo de verificar se tudo está conforme, pode oferecer resultados passíveis de dúvida;


Como estamos vendo, é fundamental contar com o processo de calibração para manter os seus equipamentos de saúde funcionando como deveriam: de forma eficiente, produtiva e com a máxima qualidade. Isso pode garantir segurança para o paciente, o profissional e para a instituição.


Ficou alguma dúvida? Esperamos que não. No entanto, caso tenha ficado, não deixe de entrar em contato conosco. Contamos com uma equipe técnica especializada que pode ajudá-lo nesse sentido.


Aguardamos o seu contato. Você pode fazer isso pelo nosso site ou pelo telefone!


66 visualizações0 comentário